Museus Fora de Portas | 14 a 18 maio

museus_fora_portas a

A escultura ‘O Cervo’ de José Rodrigues é a essência da 3.ª edição do evento ‘Museus Fora de Portas’, a decorrer entre 14 e 18 de maio, em Vila Nova de Cerveira. A imponência da obra, da localização e da relação com o rio Minho vai envolver diversos públicos para um debate mais alargado sobre a carga cultural que a paisagem absorve.

Ateliês-oficinas, conferências, ações de formação para professores, espetáculo multimédia e de piano são algumas das propostas do ‘Museus Fora de Portas’, cuja 3ª edição é inspirada na temática dos “Museus e Paisagens Culturais” lançado pelo ICOM para as comemorações do Dia Internacional dos Museus (18 de Maio).
Uma vez mais, o Aquamuseu do Rio Minho, o Museu da Bienal de Cerveira, o Convento de Sampaio e a Câmara Municipal unem esforços para promover os museus junto da comunidade local e, desta vez, com um tema muito próximo dos cerveirenses: olhar para o Cervo altaneiro sobre a Serra da Gávea, símbolo por excelência desta margem do Rio Minho e das Terras de Cerveira.
Um dos destaques do vasto programa está reservado para a noite de 14 de maio. Após a iluminação do Cervo às 21h00, os jardins do Aquamuseu do rio Minho acolhem um espetáculo multimédia acompanhado ao piano por Ricardo Amorim, intitulado ‘O Cervo’, às 21h30.
Outra atividade em relevo acontece no período da tarde do dia 18 de maio, com a dinamização de uma mesa redonda sob o tema da “Apropriação simbólica da paisagem: do José Rodrigues ao IKEA”. 30 Anos volvidos sobre a implantação da Escultura do Cervo por José Rodrigues, o local e a escultura em si tornaram-se ícones da paisagem e identidade cerveirense e do Alto Minho. A proposta é refletir sobre este percurso de apropriação simbólica através de diferentes abordagens e cruzando as perfectivas da geografia, história, arte, marketing e publicidade.
Procurando envolver alunos e professores na iniciativa, nos dias 12, 13 e 16 de maio decorrem as oficinas escolares ‘Do Cervo até ao Rio’, dinamizadas nas escolas do concelho pelo Aquamuseu, Convento de Sampaio e Museu da Bienal de Cerveira. No dia 14 decorre uma sessão de formação para professores subordinada ao tema “Museus e Património Cultural como ferramenta pedagógica” para dar a conhecer alguns conceitos e estratégias de trabalho desenvolvidas pelos museus e que podem ter uma finalidade pedagógica.
Ainda a 17 de maio, no Largo do Terreiro, os alunos das escolas de Vila Nova de Cerveira são desafiados a participar no atelier “A minha Paisagem”, com a realização de duas atividades: a criação da sua t-shirt (individual) e a formação de um painel que ficará em exposição no Largo do Terreiro, recorrendo à técnica base de impressão por gravura (coletivo).
O ‘Museu Fora de Portas’ promete um contacto direto entre comunidade e museus fora do espaço formal, suscitando diálogo e interação sobre o território, a cultura e a sociedade. O objetivo passa por destacar as valências museológicas do concelho e sensibilizar para a conservação e valorização do património cultural.

 

Faça aqui o download do programa!

 

Texto: Gabinete Comunicação CMVNC

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someone
Publicado em Notícias