XX Bienal Internacional de Arte de Cerveira: já foram registados mais de 50 mil visitantes

Atingindo metade do tempo de calendário, a XX Bienal Internacional de Arte de Cerveira já recebeu mais de 50 mil visitantes nos diversos espaços expositivos, voltando a afirmar-se como um dos eventos obrigatórios do verão minhoto. Os números são a prova do êxito da edição comemorativa dos 40 anos, marcada pela homenagem ao último dos surrealistas portugueses, o mestre Cruzeiro Seixas.

Voltando-se a realizar em anos pares, a XX Bienal Internacional de Arte de Cerveira está de portas abertas até 23 de setembro para apresentar mais de 600 obras de 400 artistas de mais de 30 países e celebrar quatro décadas de existência. E o público tem respondido à efeméride com entusiasmo.
“É com muita satisfação que já atingimos mais de 50 mil visitantes, neste que é um dos acontecimentos mais marcantes das artes plásticas do país e que tem atraído milhares de portugueses e estrangeiros”, anunciou o presidente da Fundação Bienal de Arte de Cerveira, Fernando Nogueira.
Segundo o coordenador artístico Cabral Pinto, “ao fim de 40 anos, Vila Nova de Cerveira tem resistido aos modelos que aniquilaram outras iniciativas congéneres e é um exemplo de persistência e de empenhamento, tendo desempenhado um papel importantíssimo no desenvolvimento local e regional”.
O destaque da edição é o artista homenageado Cruzeiro Seixas, também ele um resistente aos 97 anos. “Na cabeça de todos nós, existem ideias e sonhos para realizar que se tornam vitais para a vida de um país. Estou muito emocionado com esta homenagem, obrigado”, referiu este que é um dos máximos expoentes do surrealismo português por altura da inauguração. Através de uma exposição retrospetiva da sua obra plástica e poética, composta por 120 peças provenientes de coleções públicas e privadas, é proposta ao público uma nova leitura sobre o movimento artístico.
A bienal de arte mais antiga do país e da Península Ibérica mantém um formato de sucesso, que tem procurado inovar e a encontrar novas formas de cativar o público, com atividades para todas as idades. O evento integra projetos curatoriais, artistas convidados, representações de 21 instituições de ensino superior nacionais e estrangeiras, performances, residências artísticas, workshops, ateliers infantis, conferências e debates, visitas guiadas e espetáculos.

 

Horário até 1 de setembro:
Segunda a sexta-feira: 14h30-22h30 | Sábados, domingos e feriados: 10h30-22h30
Horário de 2 a 23 de setembro:
Segunda, terça, quarta e quinta-feira: 14h30-20h00
Sexta-feira: 14h30-22h30 | Sábado: 10h30-22h30 | Domingo: 10h30-20h00

X