XVIII Bienal de Cerveira inaugura exposições em Caminha, Paredes de Coura e Tomiño

paredes_de_coura_inauguracao

XVIII Bienal de Cerveira inaugura exposições em Caminha, Paredes de Coura e Tomiño

No passado domingo, 26 julho, a partir das 14h30m, a XVIII Bienal de Cerveira inaugurou as exposições em Caminha (Museu Municipal), Tomiño (Casa de Cultura) e Paredes de Coura (Centro Cultural). No total são 26 obras de arte de artistas nacionais e internacionais.

Segundo o Diretor Artístico da XVIII Bienal de Cerveira, Henrique Silva, “esta Bienal pretende ser uma forma de desenvolvimento económico e cultural do Alto Minho em geral, pelo que a sua expansão se destina a cobrir os concelhos limítrofes, esperando que no futuro, com maior capacidade financeira, se possa alargar a todos os municípios do Minho e Lima”.
A Fundação Bienal de Cerveira possuiu serviço de transporte gratuito (autocarro).

 

Programa das Inaugurações:

14h30 – Fórum Cultural de Cerveira | Autocarro (Av. das Comunidades Portuguesas, 4920-275)
15h15 – Inauguração no Museu Municipal de Caminha (Travessa do Tribunal, 4910-164)
16h30 – Inauguração na Casa de Cultura de Tomiño (Rua Rocha s/n, Espanha)
18h00 – Inauguração no Centro Cultural de Paredes de Coura (Av. Cónego Bernardo Cousal, 4940-520)
19h30 – Regresso ao Fórum Cultural de Cerveira

 

Artistas Representados:

Caminha | Museu Municipal
Esther Pizarro (ES), Jorge Abade (PT)

Tomiño | Casa da Cultura
AAO (RU/MX), Isabel Dores (PT), Isabel Padrão (PT), Henrique do Vale (PT), João Abreu (PT), Paula Branco Pereira (PT)

Paredes de Coura | Centro Cultural
Alina d’Alva (BR), Assunção Melo (PT), Dantas.Satnad (PT), Deolinda Aguiar (BR), Joana Rêgo (PT), Luana Diana Matei (RO), Melania Freire (ES), Román Corbato (ES), Tiago Taron (PT)

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someone
X